A Espanha segundo os brasileiros: Ingrid Manzoli

1
543
Ingrid-Plaza de Castilla-Madrid

Em A Espanha Segundo os Brasileiros, conheceremos a história de uma baiana, de 38 anos, mulher de muita fé, casada há 7 anos com um brasileiro, Romualdo de 42 anos, vieram em busca de uma nova vida na Espanha.

Os primeiros meses foram bastante difíceis, estava grávida e perdeu o seu bebê logo que chegou aqui. Mas pouco a pouco as coisas foram se ajeitando e hoje ela já tirou inúmeros aprendizados do 7 meses apenas que está aqui.

O casal mora em Madrid na região de Puerta del Angel e agora conheceremos a história e a trajetória de Ingrid Manzoli.

1- Por que a Espanha e como surgiu a ideia de emigrar?

Escolhemos a Espanha, primeiro por termos família que moram aqui e segundo por ser um país encantador.

2- Nos conte como foi todo o processo, quais as dificuldades que enfrentou?

Enfrentei muitas dificuldades pois viemos com uma proposta boa de trabalho para meu esposo. Um familiar que está aqui nos tinha indicado esse trabalho.

As dificuldades começaram desde que entramos no vôo, eu estava na nona semana de gestação e passei muito mal durante o vôo.

Ao chegarmos aqui, pensamos que a nossa vinda para cá seria uma coisa e foi outra. Não havia trabalho para ele, alugamos um quarto por 3 meses, sem conhecermos ninguém, passamos muito apertos, sem trabalho e fora que no dia seguinte que chegamos perdi meu bebê que tanto foi programado.

De verdade, me perguntava todos os dias chorando o que estava fazendo nesse lugar? Por que vim? Se onde eu estava tinha tudo.

Enfim, tristeza, decepção por muitas atitudes de uma pessoa próxima que deveria estender a mão. Mas é aquela coisa, você só vale algo quando é útil para alguém. Infelizmente muitos pensam assim.

E por fim quando decidimos sair dessa casa para irmos à outro quarto melhor, o casal responsável pela casa, tentaram nos prejudicar de todas as maneiras possíveis para não conseguirmos sobreviver aqui. Mas Deus é muito bom. Sua grandeza vai além do que podemos imaginar.

Ficamos mais 2 meses nesse outro quarto e enfim meu esposo conseguiu um trabalho, alugamos um apartamento onde moramos hoje. Apenas 7 meses aqui em Madrid, tudo que passamos foi difícil, mas foi um momento de grande aprendizado e crescimento.

3- O que mais chamou a sua atenção quando chegou aqui?

O que mais me chamou a atenção aqui foi a civilização, a educação e a honestidade. Por exemplo: Infelizmente no Brasil se compra uma peça de roupa e deseja trocar, algumas lojas até aceitam fazer a troca, mas causam um mal estar e constrangimento danado para isso.

Fora que alguns brasileiros usariam a peça e no outro dia seriam capazes de levar e trocar dizendo que está com defeito ou que não gostou ou qualquer outro motivo.
Claro que não são todos. Mas sabemos que há pessoas assim.

4- Você tem residência, como a adquiriu? Foi demorado?

Estou em processo para receber minha cidadania italiana. Bastante complicado mas esta quase lá.

5- Está sendo difícil aprender a falar espanhol?

Está sendo bem complicado falar o espanhol. Ainda não consegui. Entendo o que dizem, leio, mas não consigo falar.

6- Como você conseguiu seu primeiro trabalho? Foi fácil?

Não trabalhei ainda desde que aqui cheguei. Devido minha situação inicial e agora por não falar o idioma, o que tem me bloqueado um pouco.

7- Que cidade você mora na Espanha, nos conta qual sua relação com ela?

Moro em Madrid. Foi para cá que viemos na intenção de termos o trabalho que nunca existiu e decidimos estar por aqui até futuramente irmos para uma cidade mais pequena.

A Espanha Segundo os Brasileiros
Ingrid e Romualdo- Estadio Santiago Bernabéu- Madrid

8- O que você faz agora na Espanha?

No momento sigo desempregada.

9- Valeu a pena ou está valendo a experiência na Espanha?

É como disse, todo sofrimento nos trás graves sequelas porém um grande aprendizado. Cada vez mais infelizmente a vida nos ensina algo que é bíblico e que não damos a real importância: Maldito é o homem que confia em outro homem.

10- Na sua opinião, quais as diferenças entre Brasil e Espanha?

As diferenças são inúmeras. No sentido da educação, alimentação, saúde e segurança.

Infelizmente nosso Brasil tem passado por uma crise lamentável. Aqui com pouco você se alimenta bem, tem um atendimento a saúde à disposição e de boa qualidade.

Você anda nas ruas menos preocupada em retirar um celular da bolsa ou até mesmo de andar com ela, às vezes até tarde da noite. As crianças tem um ensino de qualidade. Lamentavelmente nada disso se encaixa ao Brasil.

A Espanha Segundo os Brasileiros
Ingrid e Romualdo-Mercado San Miguel-Madrid

11- Pensa em voltar ao Brasil?

Penso em ir ao Brasil de férias. Visitar minha família. Talvez um dia retorne para morar, mas isso bem futuramente…

13- O que você tem a dizer ou que conselho você daria para quem pensa em deixar o Brasil para morar na Espanha?

Eu diria que vale a pena sim. Vale a pena vir em busca de algo melhor. Mas venham preparados financeiramente, falando o idioma e psicologicamente também. Porque bate saudade da família e a tristeza. Quando vem as dificuldades, logo dá vontade de sumir, porém são as dificuldades que ajudará você a crescer.

Buscar a vida aqui é como em qualquer outro país desconhecido, dá medo, mas vale a pena arriscar e tentar uma melhoria de vida para sua família.

Vir consciente que aqui para se estabilizar não é menos que 1 ano. E saber que aqui não é nenhum conto de fadas. É realidade e bem dura.

Muita disposição, fé ,foco e ir a luta que tudo se consegue. Amo meu país, mas aqui me sinto mais segura e protegida, mesmo com todas as dificuldades.


Se gostou desse post sobre a história de Ingrid, compartilhe na suas redes sociais e deixe o seu comentário aqui.
Morar na Espanha, em A Espanha Segundo os Brasileiros sempre trará histórias de superação e lindas experiências para inspirar a todos vocês.
SHARE
Next article5 lojas fofas na Espanha: compras para sua casa
Viviane Fumero
Chegou na Europa com 25 anos, já morou na Itália, Inglaterra e atualmente mora na Espanha. Bisneta de espanhol, veio em busca de suas raízes, adquirir um novo olhar do mundo e construir sua vida ao lado de seu esposo Elvis com quem é co-fundadora do Morar na Espanha.
  • Luiz Carlos

    A história da Ingrid Manzoli nos mostra que, para realizarmos o nosso sonho temos que superar as adversidades, por mais intensas que elas sejam. Desejo sucesso!