9 Perigos de Deixar o Brasil Sem um Bom Planejamento

0
145

Queremos lhe apresentar com esse post 9 Perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento. Planejar a realização de qualquer projeto é fundamental. E quando esse projeto é o de viver fora do país, não foge da regra.

São muitos detalhes a verificar, como por exemplo, pesquisas sobre a cultura, o idioma, conhecer as leis do país, como alugar uma casa, escolas para os filhos, saúde pública, as formas de poder se legalizar a curto ou médio prazo e principalmente planejar-se financeiramente.

Com a situação atual que encontra-se o Brasil, vemos inúmeros brasileiros querendo sair sem o mínimo de preparo, pensando que pior não poderá ficar, mas garanto a você sem planejar, as coisas podem piorar sim e muito.

Morar na Espanha poderá valer muito a pena, mas precisa fazer tudo direitinho, para que sua vida por aqui possa fluir e você crescer como pessoa e realizar da melhor maneira o sonho de viver fora do Brasil.

Então vamos lá. Citaremos agora 9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento.

1°Recursos financeiros limitados

9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento

Morar na Espanha ou em qualquer outro país, exigirá de você uma boa reserva de dinheiro ou qualquer outra alternativa que lhe renda algo mensalmente.

Os primeiros meses serão sua fundação no novo país e se não tiver sustentação, tudo poderá se desmoronar.

Outrora era comum vermos pessoas chegando na Espanha com dinheiro para apenas 1 mês, porém logo já conseguiam trabalho e as coisas começavam a caminhar. Hoje já não funciona mais assim.

Por isso ter uma gorda quantia em dinheiro é fundamental. Tenha no mínimo reserva para se manter 1 ano. Caso entre já legalizado na Espanha, 6 à 8 meses de recursos financeiros são o suficiente.

Caso venha sozinho e queira alugar um apartamento, terá que dispor de €1000 por mês. Agora se optar por alugar um quarto, seus gastos passariam em média para €700.

Se é casado sem filho e considerando que apenas 1 terá trabalho, em média você precisará de €1.200, alugando uma casa. Caso opte por alugar um quarto, precisará por volta de 800€.

Note que há pouca diferença nesse dois casos. Isso porque quando se vive à dois, as despesas aumentam pouco.

Se for casal com 2 ou 3 filhos, venha muito preparado, pois nesse caso é inviável alugar um quarto, sua família precisará alugar um apartamento. Em média, terá que ter €1.600 à €2.000 por mês.

Deixando claro aqui, que esses valores são apenas uma estimativa, para cobrir as despesas básicas. Esses números são para cidades como Madrid e Barcelona, em outros lugares o custo de vida é menor.

Portanto quanto mais recursos financeiros dispor, melhor será para você. E dos 9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento, esse terá descartado.

Caso tenha mais interesse, veja o seguinte post sobre custo de vida na Espanha. Lá explicamos em detalhes.

2°Viver em situação irregular

9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento

Dos 9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento, é decidir Morar na Espanha, consciente que após os 3 meses com visto de turista, estará irregular.

Se possível for, venha legalizado ou com um plano de se legalizar a curto ou médio prazo. Quanto menos tempo ficar ilegal, melhor será sua vida aqui.

Nós não gostamos de julgar ninguém, mas se a única maneira que encontrou foi de entrar como turista, venha preparado economicamente e emocionalmente.

Viver fora é para os Fortes.

Porém nem tudo está perdido para você meu caro…

A boa notícia é que a Espanha é um dos poucos países que há uma lei de imigração. Ou seja, um imigrante ilegal tem a possibilidade de se legalizar após 3 anos de comprovação de residência ininterrupta.

Não vamos nos prolongar sobre esse tema. Se tiver interesse em saber mais, veja esse post, Como legalizar-se na Espanha: Arraigo Social.

3°Não encontrar trabalho de imediato

9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento

Antes da crise de 2008, o imigrante chegava aqui e em poucos dias já estava trabalhando, ainda que ilegal ou como turista.

Não era necessário altas quantias de dinheiro para se manter, pois com algum contato, sempre se conseguia algo.

Após a crise de 2008, as ofertas de trabalho começaram a diminuir, além dos salários que caíram muito.

Se isso não bastasse, muitas empresas adotaram como política interna, contratar apenas espanhóis, uma forma de proteger os seus habitantes.

Com relação aos trabalhos que chamamos de mão-de-obra barata, também houve consequências. Porque muitas dessas vagas era destinado a imigrantes ilegais.

Depois do ocorrido, até para esses setores, passou-se a exigir documentos.

É claro que ainda há quem contrate pessoas sem documentos, mas queremos que caso opte por isso, tenha consciência, que encontrar um trabalho poderá demorar um pouco mais.

4°Acreditar cegamente no que os outros dizem

Após alguns anos morando fora, é normal tomarmos conhecimento de pessoas que por falta de informação, desespero ou até mesmo por ignorância, acreditam que Morar na Espanha é um paraíso. Que basta por os pés aqui e terá muito trabalho disponível.

Parece mentira, mas vemos com frequências relatos do tipo.

O mais incrível é pensar o que alguém ganha, contando mentiras para quem apenas deseja viver com dignidade.

9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamentoTenha sempre esse cuidado, observe como as pessoas lhe contam os fatos por aqui. A vida aqui no cotidiano é parecida com a do Brasil. A diferença é que temos alguns benefícios, como mais segurança, mais igualdade etc

Busque por pessoas ou blogs como este, que lhe passam a verdade, ou seja, que lhe mostre os dois lados da moeda.

Por isso nós do Morar na Espanha, privamos pela Real dos Fatos e fazemos com seriedade posts como esse: 9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento.

5°Confiar em pessoas próximas a você

Seguindo o tópico anterior, dar ouvidos as pessoas que você não conhece e que lhe enganam, vai lá… mas quando nos decepcionamos com parentes ou “amigos”, daí dói e muito.

Infelizmente é comum vermos brasileiros que praticamente foram enganados com membros da própria família ou por pessoas que se diziam amigos.

Acreditaram que tais pessoas iriam prestar ajuda, assim que chegasse por aqui. Mas a história parece sempre ser a mesma.

O novato chega com muitos sonhos e planos e quando vai buscar pela ajuda, a pessoa simplesmente desaparece do mapa. Ou aquilo que lhe foi prometido, vira fumaça.

Tenha cuidado…

Seja o mais independente possível, quantos menos depender de ajuda de terceiros, melhor será para você.

6°A realidade nua e crua

Viver fora sempre foi e sempre será uma experiência que ninguém será capaz de lhe tirar. Os caminhos percorridos terão retas, curvas, altas e baixas, mas todos valerão a pena.

Quando deixamos nosso país, saímos com inúmeras ilusões, planos e metas a serem alcançadas. Mas ao depararmos com a nova realidade nua e crua… ah meu amigo, você precisa ter garra para lutar e conquistar aquilo que deseja.

Aqui aprendemos que cada um tem a sua moral, o que você julgava errado, para outros pode ser o certo.

9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento

Volto a dizer…

Morar Fora é Para os Fortes.

Haverá períodos em que você sentirá que precisará matar um leão por dia para sobreviver nesse mundo, com tanta gente torcendo contra você.

7°Começar do zero, aprender tudo de novo

9 Perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento, se você chegou até aqui, vejo que o assunto lhe interessa, então seguimos.

É uma sensação muito estranha em ter que começar do zero e aprender tudo de novo quando se já é adulto.

Quebra de paradigmas, de certezas, ficam tudo para trás quando moramos fora.

Aprender enxergar o mundo com uma nova lente, poderá lhe custar um pouco a compreender certos fatos.

E mais, aprenderá a olhar para o seu país de uma forma diferente, dará valor as pequenas coisas que antes não tinham e obterá novos padrões de comportamentos.

8°Perca de identidade

9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento

Quando decidimos viver fora, todo o seu EU, sua vida e quem você era fica pra trás. Você perde ao menos parte de sua identidade pessoal.

Antes no Brasil, você tinha o seu endereço, seu trabalho, sua família, seus amigos, seus contatos, seu modo de agir, sua maneira de resolver os problemas, seus lugares de lazer, seu carro e tantas outras coisas mais…

E quando chegamos no novo país, todas essas coisas já não fazem mais sentido.

Talvez no Brasil você é uma pessoa bem sucedida, de respeito, de admiração, de inspiração, alguém que lutou e conquistou e portanto tem os seus méritos. Porém ao chegar, tudo simplesmente cai por terra, passando a ser apenas mais um imigrante dentre tantos outros que há.

Você agora, passa a depender de outras pessoas. Coisas simples de se resolver, torna-se um imenso problema, ao menos no início.

Começará a enxergar de um modo diferente, tudo tomará como novidade, até para coisas insignificantes e comuns para aqueles que já vivem por aqui, para você será o máximo.

E finalmente, depois de alguns anos morando fora, quando um dia resolver voltar para visitar a família ou retornar para a sua amada terra, sentirá como um peixe fora d’água.

O que outrora era comum pra você ou fazia parte do seu cotidiano, ao retornar, muitas coisas perderão o sentido. E talvez você poderá pensar:

– Como pude por tanto tempo viver isso e achar tudo normal?

É aí, que de uma vez por toda, você perde a sua identidade. Não se sente nem de um lugar e nem de outro. Você passa a ser um Cidadão do Mundo.

Seja Bem Vindo as pessoas sem Pátria.

9°Dificuldades com o idioma

9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento

Vir com a ilusão de que não precisa aprender o Castelhano antes de vir Morar na Espanha, é um dos maiores 9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento.

Os espanhóis costumam ser barristas com a sua língua. Uma letra que você mude ou uma palavra que não consiga pronunciar como eles, não será entendido.

Apesar do Português e Castelhano serem idiomas parecidos, eles podem ser muito diferentes e poderá passar por inúmeras gafes.

Chegar na Espanha, ainda que tenha permissão para trabalhar, seja capacitado para a vaga, tenha o inglês na ponta da língua, se não souber “hablar el castellano”, perderá a oportunidade.

Até mesmo para exercer os trabalhos de mão-de-obra barata, será solicitado um mínimo de Castelhano. Como se dizem por aqui, você tem que ser capaz de se “defender”, ou seja, você precisa se comunicar com os nativos.


Citamos aqui 9 perigos de deixar o Brasil sem um bom planejamento. Se você sabe de mais algum, escreva aqui embaixo nos comentários.

Se você gostou desse post, compartilha com seus amigos em suas redes socias.

 

 

 

 

 

 

SHARE
Previous article5 Pontos Positivos de Morar na Espanha
Viviane Fumero
Chegou na Europa com 25 anos, já morou na Itália, Inglaterra e atualmente mora na Espanha. Bisneta de espanhol, veio em busca de suas raízes, adquirir um novo olhar do mundo e construir sua vida ao lado de seu esposo Elvis com quem é co-fundadora do Morar na Espanha.